sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

Página em Manutenção!

O seu fundador

581455_291381800974478_770709107_n  

    “Shodai Soke Ryuho Okuyama ”

    Fundador do

    Hakkoryu Jujutsu & Koho Shiatsu Igaku

   1901-1987

 

 

"As técnicas de Hakkoryu Jujutsu não são nada, mas o instinto de auto-proteção puro que prepara seu espírito para enfrentar face a urgentes questões de vida ou morte. Ou seja, quando se encontra a violência, pode-se dizer que Hakkoryu fornece métodos naturais, simples e práticos que permitem calmamente enfrentar perigo iminente e seguir em frente sem hesitação para capturar e punir os agressores razoavelmente e facilmente em um instante.

A mera prática que resulta no desgaste dos uniformes nos treinos não dão à luz o tipo de artes de auto-proteção que serão úteis em tais momentos críticos.

Nossa técnica Shodan Gi em Hakkoryu são projetados para preparar o aluno com regras básicas para acabar com tais agressões gerais firmemente. Além disso, o aluno progride através de Nidan Gi, Sandan Gi e assim por diante, as técnicas evoluem naturalmente em sua punição e a gravidade.

Podemos dizer que o estado que se segue de imersão em Hakkoryu é o mesmo que "bomba de água" (isto é, colocar água sob pressão) que desenvolve instintos que podem explodir em um instante. Os ensinamentos avançados de Hakkoryu permitem o controle livre da vida e da morte. Mas essa escolha é para o homem.

Introdução

 

hakko nage


HAKKORYU
JUJUTSU & KOHO SHIATSU IGAKU (Portugal)

As três principais características do Hakkoryu Jujutsu são: sem Desafio, sem Resistência e sem lesões.”

A atitude de espírito a ter para entrar como discípulo/Nyumon*, no Hakkoryu.

*Nyumon - novo aluno

quinta-feira, 8 de Novembro de 2012

Preparação

Esta arte tem a honra de quebrar completamente a violência, bem como, disciplinar com muita paz, o nosso Corpo e Espírito. Esta prática tem o benefício de fortalecer os órgãos internos devido ao equilíbrio, posturas, respiração e aos wazas (movimento dos golpes), etc.
É relativamente fácil aprender o Hakkoryu, mas os segredos e a prática especial só serão possíveis de aprender com um professor de Hakkoryu Jujutsu formado diretamente pelo atual Mestre Nidai Soke. Nunca será possível aprender este método só por ver alguém a treinar, pois podem ocorrer graves lesões ou mesmo sofrer acidentes indesejados por não estar a executar corretamente os golpes.
Os ensinamentos do Hakkoryu Jujutsu são golpes reais, usados por gerações passadas para proteção das populações e apenas por escassas classes sociais e forças militares. Por serem altamente eficazes, foram mantidas em segredo através dos séculos. Atualmente treina-se e conhece-se uma substancial parte da técnica, muitos mais segredos serão descobertos através da persistência de cada um, bem como a incessante prática realizada.
O facto de os golpes serem práticas reais e não somente de treino, se iludirmos o “oponente” transmitindo que ele está em vantagem e que é demasiadamente forte para nós, ele certamente vai atacar ou agarrar com menos força, devido ao “excesso de auto-confiança”. Neste caso será relativamente mais fácil imobiliza-lo, despendendo a menor força possível. No caso de utilizarem muita força a eficácia do golpe poderá ser ainda maior, pois um músculo contraído é um bom condutor o que provoca uma penetrante e intensa dor aguda que fará com que o agressor desista do ataque e não pense em mais nada senão fugir. É deste modo que será bastante fácil aprender o Hakkoryu Jujutsu independentemente da facha etária em que inicie. Em “comparação” com outras artes marciais em que tem que competir e selecionar os golpes mais eficazes para combater, bem como para subir de Dan (graduação), como também a necessidade de aplicar um golpe que consiga enganar o adversário para o vencer.

hakkoryu4_thumb[1]

terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Técnicas, Treinos e Certificação do Hakkoryu Jujutsu & Koho Shiatsu Igaku

Pouco conhecido e muitas vezes incompreendido fora do Japão, o Hakkoryu é um sistema de Jujutsu que utiliza os Keirakus (sistema de meridianos) do corpo para criar quantidades variáveis de dor, de modo a controlar um adversário, sem causar necessariamente lesões graves. A Medicina Oriental tradicional japonesa ensina que o “Ki” ou energia, um dos componentes imateriais da vida, flui através dos Keirakus no corpo. Determinados tsubos (pontos especiais) ao longo dos Keirakus são sensíveis ao toque ou estimulação (batimento), e causam uma dor aguda incomodativa, mas não lesa necessariamente os ossos, articulações ou outros tecidos corporais.
Estes são os pontos fulcrais das técnicas de Hakkoryu que um praticante treinado utiliza para distrair, derrubar ou imobilizar um agressor.
Por causa do potencial não-lesivo destas técnicas, o Hakkoryu é conhecido por ter uma natureza humanitária.
A via primordial da instrução no Hakkoryu é através dos Kata (sequências de combate coreografadas), nos quais os princípios do sistema de Shodai Soke são introduzidos.
É necessário um conhecimento minucioso de Omote (técnicas de superfície) em todas as disciplinas Ryu.
Existem quatro Kata básicos: Shodan (1º nível), Nidan (2º nível), Sandan (3º nível) e Yondan (4º nível), que também corresponde ao nível de cinto preto usado pelos discípulos.
Cada Kata contém numerosos Kihon Waza (técnicas básicas) que devem ser ensinadas e plenamente assimiladas. Estes Kata incorporam a sabedoria e a experiência de Shodai Soke e devem ser transmitidas tal como estão, sem alterações, às sucessivas gerações.
O domínio do Omote não deve ser apressado, pois pode resultar quase invariavelmente em lesões. A essência das técnicas do Hakkoryu permanecerá incompreensível para aqueles que não se submeterem a um estudo prolongado das técnicas básicas por um Shihan certificado.
Contidos dentro dos Kihon Waza estão os Gensoku (princípios), que são as verdadeiras lições das técnicas. A introdução dos Gensoku através dos Kihon Waza segue uma ordem racional, na qual os princípios subsequentes constroem-se sobre os prévios, desenvolvendo um conjunto coeso. Desde que o discípulo tenha aprendido estes Gensoku, ele será capaz de desenvolver o seu próprio Henka (variações), utilizando combinações ou aplicações únicas de Gensoku para um número potencialmente infinito de circunstâncias. Isto permite que um discípulo possa criar técnicas e aplicações adaptadas às suas necessidades e circunstâncias próprias, em vez de memorizar cegamente as técnicas ensinadas pelos instrutores. Com o Hakkoryu, cada um adquire a capacidade de criar, mais do que meramente imitar.
A maioria das aulas de Hakkoryu é ensinada individualmente, de Shihan para Deshi. Mantém-se válido o velho conceito de que é preferível treinar bem alguns alunos selecionados do que vários alunos anónimos. Esta relação tradicional mestre/discípulo permite que o Shihan faça imediatamente um comentário ou correção da técnica do discípulo. Deste modo, um discípulo pode aprender rapidamente e pode vir a assimilar melhor as subtilezas das técnicas e abordagens do Hakkoryu. Este método não garante apenas uma elevada qualidade da excelência dos seus representantes, mas também limita o número de discípulos em simultâneo que um Shihan é capaz de ensinar confortavelmente. No Hakkoryu, importa mais a qualidade do que a quantidade de discípulos. Como a reputação de um Ryu depende do carácter e da perícia dos seus representantes, o Nidai Soke enfatiza claramente que qualquer compromisso deste método pode conduzir ao declínio do Ryu. Existe pouca flexibilidade neste ponto.
Uma constante ao longo de todo o treino do Hakkoryu é o conceito do abandono da força. Não é necessária a força muscular com o Hakkoryu. Ao invés, as técnicas baseiam-se principalmente na compreensão da anatomia e fisiologia, tanto do defensor como do atacante. Os discípulos são sempre encorajados a relaxar tanto a mente como o corpo, de modo a localizar o seu próprio Tanden ou Hara (centro da gravidade) no seu local apropriado.
Portanto, o peso corporal pode ser facilmente concentrado em diversos pontos durante a execução das técnicas. Caso um discípulo tente usar apenas a força, o seu peso corporal não estará focalizado apropriadamente, e as técnicas irão ser muito menos efetivas.
Logo que um discípulo domine e pratique inconscientemente este conceito, o seu progresso será rápido.
Outra razão que não o deve preocupar é de que as aulas de Hakkoryu são dolorosas, por vezes extremamente dolorosas. Ao relaxar a sua mente e corpo, isto reduzirá tais dores e prevenirá as lesões.
No treino avançado, o Hakkoryu continua a usar o sistema Menkyo (Licenciamento), uma parte da longa tradição do tradicional Bujutsu Ryu japonês. Ao dominar os Kata do Shodan ao Yondan, é possível que uma pessoa possa ser recomendada pelo seu Shihan e, de seguida, ser convidada por Nidai Soke para ser submetido ao treino avançado como um Jiki Deshi (Discípulo Directo). Nidai Soke é a única pessoa autorizada para ensinar tais treinos avançados e outorgar as licenças Menkyo. Tendo recebido o referido convite escrito do Nidai Soke, devemos viajar até ao Hombu Dojo na cidade de Saitama e viver com a família Okuyama durante vários períodos de tempo.
Estes convites são difíceis de obter e as cartas de recomendação devem ser enviadas ao Nidai Soke por um Hakkoryu Shihan de modo correto, para que este o possa ser analisado.
A qualificação para tal treino não se restringe apenas à capacidade técnica, que já se presume, mas inclui uma forte apreciação da cultura, comportamentos e tradições japonesas. São revistas toda a atitude, abordagem, contribuições e a apreciação para as subtilezas do candidato.
Especialmente para os discípulos não-japoneseses, seja em que nível do Hakkoryu tenham atingido, será sempre melhor e apropriado que considere a si próprio como um simples convidado do Hakkoryu. A procura de poder pessoal, fama e riqueza é contra o espírito do Hakkoryu.
A série original de instruções avançadas é para o título de Shihan (Instrutor Mestre), e tal como todos os níveis avançados no Hakkoryu, é ensinado pessoalmente por Nidai Soke. Durante este período de tempo, o Hombu Dojo está fechado durante o dia para todos os visitantes, excepto para aqueles de nível Shihan ou superior que estão a auxiliar diretamente Nidai Soke nas suas aulas.
São durante estas sessões de treino que o Higi (Pontos Escondidos) e o Okuden (Técnicas Secretas) são revelados ao Jiki Deshi directamente pelo Soke, fornecendo profundidade, elegância e personalidade às técnicas do representante. Este processo é denominado “Jikiden” (Transmissão Directa).
O treino passo-a-passo desde Shodan até ao Yondan pode ser comparado ao processo de forja e têmpera que confere o corpo e a força duma lâmina de espada japonesa. O Higi e o Okuden do treino avançado equivalem-se aos processos de afiação e polimento que conferem ao fio da lâmina a agudeza e a elegância mística desta respeitada arma.
Tendo um discípulo completado o Shihan Jikiden e tendo aprovação no exame antes duma reunião de Hakkoryu Shihan, é-lhe concedido o Makimono/Densho (pergaminho manuscrito) para Shihan, o certificado do Hakkoryu Hombu do treino de Shihan, o Menkyo (licença de ensino), e recebe o cinto roxo do Hakkoryu Hombu, a cor Imperial do Japão.
Para além do Shihan Jikiden, poderemos ser convidados pelo Nidai Soke a aprender as técnicas ainda mais avançadas de Kaiden Shihan (Instrutor Mestre dos Mistérios mais Profundos) e de Kaiden Shihan Sandaikichu (Instrutor Mestre dos Mistérios mais Profundos e dos Três Grandes Pilares Fundadores). O treino destas artes necessita de diversos estágios no Hombu Dojo, e são ensinadas em particular pelo Nidai Soke.
Além disso, caso um Shihan ou superior deseje rever qualquer dos níveis Menkyo fornecidos pelo Soke, tal é possível. Após a finalização de tal revisão, ser-lhe-á fornecido uma designação de Renshi (Mestre Polido), que deve ser renovado anualmente para permanecer ativo.

Diferenças e Objectivos

No Hakkoryu há muitas diferenças e cada Dan tem por si só muito valor.
Dada a sua veracidade refere-se que por muita força e prática que tenha um aluno do 1º Dan Shodan Gi, ele nunca ira vencer um aluno de 2º Dan Nidan Gi.
Em Shodan Gi, é importante saber que não deverá depender dos músculos nem usar força, desenvolvendo a técnica e os movimentos dos:
Dedos, Olhos, Pés, o Tanden, o Timing e a forma de Atemi que é, golpear no sítio certo, bem como, aprender a diferença sobre o uso especial da sua força. São estas as principais bases do Hakkoryu.

Img00004

Existem muitos e variados, Wazas. O 1º nível Shodan-gi, tem bastantes pormenores, o que o torna um pouco difícil, porque se trata do “alicerce” da modalidade, sem esta base torna-se impossível estudar níveis superiores. Por ser a base das bases do Hakkoryu, se não treinar este nível adequadamente, poderá não conseguir evoluir.
Quem possuir o 1º Dan completo, que representa o grau de Shodan Gi, devido a sua componente prática considera-se uma excelente base, e certamente melhora a sua auto-confiança e sentir-se-á habilitado para habilmente se defender de qualquer que seja o golpe aplicado, e não necessita mais temer seja o que for. Poderá pois defender-se e contra atacar se alguma situação assim o obrigar, evidente que se evitar será bem melhor.
Para treinar corretamente o Shodan Gi, é muito importante, não usar força. Se forçar quando praticar o waza, o mesmo perde a sua essência natural bem como a eficácia. Pode de igual modo resultar, mas certamente encontrará maior resistência na submissão do seu oponente. Na realidade, estas técnicas secretas não podem ser aplicadas, se usar em demasia os seus músculos.
O Hakkoryu Jujutsu não tem como único objectivo apenas o de treinar e ser capaz de se defender de golpes físicos. Através do treino deve-se aumentar as próprias capacidades bem como virtudes e descobrir as verdades que residem escondidas na índole do Coração de cada um.
Deve-se estudar o espírito e golpe como sendo um só. Diz-se “Shingui Ittai” (Golpe com o coração e espírito reunidos). Dessa forma, a força deve ser também espiritual e não apenas muscular. Aumentando a capacidade de aplicar os golpes com maior destreza. União “corpo-mente” promove progresso do Ser Humano, e esse é verdadeiramente o objectivo do Hakkoryu. Pode-se afirmar e com isto gritar bem alto: “Buguei” (treino de Waza) é um dos caminhos de Deus. Melhorando a auto-estima com o fortalecimento do corpo e mente, estarão reunidas as substâncias essências para ultrapassar na vida as suas dificuldades bem como projetar com sucesso a realização dos seus objectivos.
“Terá sido esse o desafio dos grandes mestres de outrora”